Comprimento duma string formatada

Para um printf("Vamos dizer %s\n", "ola") não precisamos sequer pensar qual o comprimento final do texto a imprimir, porque o recurso “não tem” limitação de espaço. Mas e quando queremos armazenar o resultado em memória?

Para armazenar em memória precisamos saber qual o tamanho do “slot” a alocar, mas se ainda não conhecemos o resultado final eventualmente o melhor que podemos fazer é alguma aritmética menos automática:

comprimento("Vamos dizer %s\n") - comprimento("%s") + comprimento("ola")

O bom é que isto pode ser automatizado. Continue reading